Eis o resultado das interpelações feitas a alguns dos seus tripulantes e passageiros. As respostas é que não cabem na cabeça de ninguém!

Terça-feira, 07 de Dezembro de 2010

Não vem ao caso, mas sempre confesso que a costeleta de ontem me caiu muito mal. Às três da manhã ainda estava na cama a arrotar a olho frito. Claro que me levantei tarde. Andava eu a passear, a ver de desinchavam as olheiras, quando encontrei o Guevara que é um dos farmacêuticos da Nave dos Loucos. Desesperado, perguntei-lhe: Que devo eu fazer para passar a acreditar em Deus?

 

 

 

Guevara, na conversa.

 

Rindo-se descaradamente, o Guevara respondeu: Não tens de fazer nada! Estás interessado em acreditar em Deus? Mas… qual Deus? O que entendes tu por «Deus»? Seja como for, pouco importa. Basta que acredites na tua versão de «Deus», a expresses sinceramente, para seres um exemplo daquilo em que acreditas. Esta é melhor forma de sentires que acreditas em algo que te transcende. Mas fica quieto. O tempo do missionarismo já vai longe. Não te ponhas a convencer alguém a «acreditar em Deus», pois é uma tarefa complicada. Se te armas em missionário, é provável que acabes por chegar a conclusão de que é tempo perdido. Faz como eu, simplifica! Lembra-te: no dia em que alguém estiver pronto para «acreditar em Deus», como tu dizes, isso acontecerá naturalmente. Não precisará de quem o convença. De qualquer forma, se vieres a investir na «conversão» de alguém pergunta-lhe primeiro se ele quer passar a «acreditar em Deus». Por favor, evita persuadir ou convencer seja quem for a «converter-se» só porque tu achas que tal deve acontecer. É perfeitamente possível passares a viver feliz, em paz e irradiando Luz – que é o que interessa - sem «acreditares em Deus». Basta que te reconheças como um ser composto por uma parte terrena e outra supra terrena, as quais provêem da mesma fonte. Não será isso a mesma coisa do que acreditar a Deus?

 

Eu meto-me em cada uma! Quem me manda a mim andar por aí a chatear toda a gente com perguntas, quando a ressaca do alho frito me chegava perfeitamente? É muito bem feito, qu’é pra aprenderes!

publicado por Gerador de posts às 10:01

De Bs of Life a 7 de Dezembro de 2010 às 14:16
Ou um ser com uma parte boa e uma parte má. As religiões enfatizam bastante a parte boa, o tornar-se perfeito, para nos aproximarmos mais de Deus. A parte má é vista como negativa e objectivo é ocultá-la. Mas ela faz parte...

A carne, deixei de comer há uns tempos e sinto-me bastante melhor.


mais sobre mim
pesquisar
 
Dezembro 2010
D
S
T
Q
Q
S
S

1
2
3
4

5
6
7
8
9
10
11

12
13
15
17
18

19
20
22
24
25

26
27
29
30
31


comentários recentes
Com muita pena nossa :(
Esta resposta veio mesmo na altura em que eu preci...
Onde ele atende? Vc pode me passar os contatos del...
Na vida está tudo certo.Sinto-me grato e feliz, po...
"Aliás, não voltarei a fazer perguntas seja a quem...
Tão engraçado...na minha meditação de segunda feir...
Muito bem, por esta não estava à espera, pelo meno...
Ora até que enfim que o 'louco' virou 'sábio'. O s...
Maravilhosos os textos colocados... pela forma des...
Deus está em cada um de nós.Somos parte de um todo...
arquivos

blogs SAPO


Universidade de Aveiro