Eis o resultado das interpelações feitas a alguns dos seus tripulantes e passageiros. As respostas é que não cabem na cabeça de ninguém!

Terça-feira, 14 de Dezembro de 2010

Uma semana depois da conversa com Monet, o dentista, voltou-me a vontade de continuar a pesquisar as razões da minha infelicidade. Para isso contribuiu o ter encontrado Worwick, uma das dactilógrafas da Nave dos Loucos. Estava ela a limpar, com limpa-vidros, o ecrã do seu computador quando lhe perguntei: “Olha lá, tu és da família da Dionne?”. E ela: “Não, porquê?” E eu: “Por nada. O que eu queria mesmo saber era se o despertar da mente para o caminho espiritual conduz a transformações emocionais?” Ela, deitando o lenço de papel, todo sujo, para o caixote do lixo, respondeu:

 

 

 

Worwick, com o namorado.

 

Segundo me parece, essas transformações são inevitáveis. Contudo, talvez tu gostasses de expandir a consciência continuando na mesma, sem alterar a estrutura dos padrões de comportamento. Será que queres deixar de ser a Bela Adormecida, mas não te dispões a receberes o beijo do Príncipe, que te despertará? O Príncipe da história é o Grande Espírito, que sempre esteve contigo. Mas ele só «dá o beijo» nos adormecidos que estão receptivos, pois não pode acordar quem não quer acordar. Meu amigo, tu não acordas porque alguém gostaria que tu acordasses. Cada um tem o seu próprio momento. E não vale a pena forçar. Contudo, a intenção de acordar e começar a ver as coisas de outra maneira implica autotransformação. Esse processo renovador, porém, ao contrário do que muitos ingénuos pensam (a espiritualidade está cheia deles!) pode ser longo e desagradável. Atenta no que eu te digo: não acredites se te disserem que recebes a chave da Sala da Paz, do Amor e da Abundância, através de uma “iniciação” de vinte minutos.

 

Não percebi grande coisa do discurso da dactilógrafa Worwick, mas apeteceu-me dizer-lhe que ela não precisava de dizer as coisas daquela maneira. Quem a ouvisse poderia pensar que certos “instrutores espirituais” iludiam os incautos com promessas aliciantes. Seria realmente assim?

publicado por Gerador de posts às 08:13

De Anónimo a 24 de Dezembro de 2010 às 23:28
Afinal não tinha apagado, peço desculpa. Já percebi como isto funciona, estes blogues do sapo são diferentes.

já não chateio mais. foi por causa de um certo trauma.



mais sobre mim
pesquisar
 
Dezembro 2010
D
S
T
Q
Q
S
S

1
2
3
4

5
6
7
8
9
10
11

12
13
15
17
18

19
20
22
24
25

26
27
29
30
31


comentários recentes
Com muita pena nossa :(
Esta resposta veio mesmo na altura em que eu preci...
Onde ele atende? Vc pode me passar os contatos del...
Na vida está tudo certo.Sinto-me grato e feliz, po...
"Aliás, não voltarei a fazer perguntas seja a quem...
Tão engraçado...na minha meditação de segunda feir...
Muito bem, por esta não estava à espera, pelo meno...
Ora até que enfim que o 'louco' virou 'sábio'. O s...
Maravilhosos os textos colocados... pela forma des...
Deus está em cada um de nós.Somos parte de um todo...
arquivos

blogs SAPO


Universidade de Aveiro